quinta-feira, 21 de junho de 2012

EU LI: O DIA DE CAÇA




Sinopse: Alex Cross está diante do criminoso mais cruel que já enfrentou. Quando o detetive Alex Cross é chamado para investigar um caso de assassinato, depara-se com a cena de crime mais terrível que já viu em toda a sua carreira: uma família inteira foi morta dentro de casa. Tudo fica ainda mais chocante quando ele descobre que uma das vítimas é Ellie Cox, sua ex-namorada dos tempos de faculdade.vFurioso, Cross decide pegar o assassino a qualquer custo. Logo depois outro crime acontece, novamente envolvendo uma família inteira, só que dessa vez alguns membros dela estavam nos Estados Unidos e outros, na África. A investigação leva a crer que o assassino, conhecido apenas como Tiger, viajou para a Nigéria. Sem hesitar, Cross vai atrás dele. O detetive entra numa caçada implacável, numa terra sem lei. Ao chegar lá, Cross se vê diante de um terrível cenário de miséria, violência e guerra civil iminente. Sem nenhuma ajuda, ele se envolve numa luta contra a corrupção e contra uma conspiração que parece não ter fronteiras, que pode pôr em risco sua vida e a de todas as pessoas que ele ama.

I.S.B.N.: 9788580410198
Cód. Barras: 9788580410198
Edição : 2011
Idioma : Português
Número de Paginas : 224




Análise/Crítica: Boa galera, blz??? Mais uma resenha nessa volto do site com visual novo. Eis a primeira resenha do livro que li do autor best-seller James Patterson.
A minha expectativa era grande, afinal, ninguém vende milhões de exemplares se não tiver ao menos uma GRANDE qualidade. Resolvi comprar esse livro porque na loja esta muito barato (rsrs) e caía na minha exigência atual (leitura rápida e poucas páginas), já que os últimos livros que li possuíam muitas páginas, e queria relaxar mais na leitura.


Pois bem, quero ser direto ao ponto: NÃO CURTI. Sério. Mas estou falando do geral e da minha expectativa para com o livro do autor.


Explico.



O livro começa com uma intensidade muito grande, assassinato macabro, um segredo... blz.


Mas também no início a motivação que faz o personagem principal (herói no caso o detetive Alex Cross) é muito fraca. Spolier                         Po fala sério, só porque a ex dele que foi morta o cara me vai pra África, passa por países pobres e miseráveis, pra prender o assassino????? Tudo bem que no desenrolar da trama acaba achando muito mais poeira em baixo do tapete, mas o ponto inicial é muito fraco pra ele começar a agir. Achei que a situação foi forçada demais e, como foi feita logo no início do livro, acabou com todo ele. Como dizem, quando a raiz é podre, toda a árvore também será.

Se fosse pra levar um ponto positivo, posso, na verdade indicar alguns: a narrativa rápida é legal (muitos capítulos, porém curtos), o autor usa o livro para mostrar grande misérias e problemas sociais que alguns países da África possuem, e alguns mistérios legais (que podem ser bem aproveitados SE você desconsiderar minha crítica inicial).

Entretanto, ressalto, nada desses pontos justificam a motivação do herói em todo o livro, tudo ficou forçado e surreal demais! Se eu fosse ler um livro de outro gênero poderia relevar isso, mas não um livro policial sobre um detetive nos EUA que viaja pra países perigosos na África apenas para prender um psicopata e terrorista Africano, cuja localização e identidade nem mesmo ele conhece!!!!

É isso galera, eu não recomendaria esse livro, não com tantas outras opções boas no mercado.

Esse livro vendeu bem aqui no Brasil, fruto de um excelente trabalho da editora arqueiro e, claro, no forte peso do nome James Patterson.

Abraço a todos!
E a té a próxima!


Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...