domingo, 17 de março de 2013

EU LI: O ADVOGADO


Bom dia, amigos beleza?

Não atualizo com regularidade, mas não deixei o blog não, blz? =]

Meu ritmo de leitura anda lento, por isso a demora.

O advogado é o último livro que li e aqui estou eu para fazer uma resenha rápida e objetiva como todas as outras. Bora?

SINOPSE: O advogado reúne doses exatas de suspense e ação, no estilo que marcou o sucesso de John Grisham em todo o mundo. A história deste thriller gira em torno de um bem-sucedido advogado, que trabalha para uma gigantesca firma em Washington, e sua abrupta e radical mudança de vida. Após ser mantido, junto com outros companheiros de trabalho, como refém por um sem-teto, Michael repensa seu futuro. O encontro violento o leva a descobrir as razões que fizeram o mendigo cometer o crime. Michael investigou e descobriu tratar-se de um doente mental, um veterano de guerra, há muitos anos entrando e saindo de abrigos para os sem-teto. Pesquisou um pouco mais e desvendou um terrível segredo, que, curiosamente, estava relacionado com a empresa onde ele trabalhava, a poderosa Drake & Sweeney. O que leva Michael a dar uma guinada radical na vida: deixa a firma e decide ser advogado dos sem-teto. Mas leva com ele um arquivo ultra-secreto. São documentos altamente comprometedores. Que fazem com que Michael passe a ser o objeto de uma feroz perseguição. A narrativa de John Grisham prende a atenção do leitor não só pela bandeira em defesa de uma ação mais efetiva em favor dos sem-teto, mas, principalmente, pela sensibilidade com que o tema é tratado. 


ANÁLISE: Esse é o primeiro livro que li do autor "John Grisham", cujos diversos livros foram adaptados para a TV e o Cinema.

Essa foi a minha primeira opção até pelo fato da minha formação acadêmica e atual trabalho: advocacia.

Confesso que fiquei um pouco decepcionado, pois eu esperava muito dos livros de John Grisham. "O Advogado" não cumpriu minhas expectativas.

Explica-se.

O livro começa já no ponto logo nas primeiras páginas. Um grande acontecimento ocorre com o personagem principal e ele começa a mudar desde já.

Depois, logo do início até o fim é uma narrativa de reflexões! Ela é bem narrada, mas somos levados a refletir pelas mais de 300 páginas do livro e, no clímax da coisa, faltam apenas 10 páginas para acabar. Taí o motivo pelo qual demorei muito para acabar o livro. Nada acontecia no livro para você chegar e falar "caraca, não posso parar de ler".

É  um livro agradável? É. Mas não é uma leitura boa que te leva a querer lê-lo horas e horas por dia. É daqueles que você lê umas 10 páginas e "pronto, até amanhã".

Se você espera por um livro dinâmico, daqueles de julgamento americano, júri, testemunhas, pistas: pode esquecê-lo e partir pra outro.

Tenho diversos outros livros do autor aqui (aproveitei a promoção da Submarino rsrs), mas eles esperarão por outros de outros autores que sou fã.

É isso aí galera! Abraço a todos e ótima semana!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...